O que é Ukulele?

888

Não é o que parece!

 

Para começar, o Ukulele não é um Cavaquinho.

São instrumentos diferentes provenientes de um mesmo lugar mas que possuem características próprias e com o tempo passaram a representar lugares diferentes, cada um inserido em uma cultura.

Mas então o que é um Ukulele?

 

De onde veio?

Tradicionalmente o Ukulele é um instrumento português.
Você pensava que ela era do Havaí? É, não foi dessa vez, mas foi quase lá!

O Ukulele, é de certa forma uma variação de alguns instrumentos portugueses, que são: Machete, Braginha, Rajão e Cavaquinho, aliás, fugimos do Cavaquinho, mas cá está ele de volta, no entanto não instrumentos diferentes.

 

O Instrumento surgiu no início do século XX, a partir dos instrumentos citados acima, ele foi levado por João Fernandes, residente da Ilha da Madeira na época, que estava em situação emigratória afim de cultivar cana-de-açúcar no Havaí.

 

Chegando lá, ele começou a tocar o instrumento!

E então teve seu primeiro contato com os nativos da ilha que, ao ver como ele tocava o instrumento o chamaram de ukulele ou numa tradução mais livre “pulgas saltitantes”, nome esse que fazia referência aos movimentos rápidos da mão pelo braço do instrumento, fazendo alusão a algo feliz, e por isso o nome.

 

Sua construção

Além disso os habitantes do Havaí, gostaram tanto do instrumento que investiram na construção dele e usando madeiras originárias da região, eles obtiveram um resultado único, visto que era utilizada matéria-prima do próprio lugar.

Tornando-o, um instrumento mais havaiano do que português no final das contas, não é mesmo?

Lembrando que músicas tradicionais havaianas se utilizam desse pequeno!

Além dessa adaptação na construção, nas décadas seguintes ao seu desenvolvimento e reconhecimento, surgiram novos modelos com novos materiais, como plástico e compensado.

O plástico o tornou num instrumento extremamente barato, popularizando-o facilmente.

E alguns modelos, apresentam partes de plásticos e outras em madeira, como o tampo, umas das partes mais importantes para o som do instrumento.

Além disso existe uma peculiaridade em seu encordoamento, a última corda é aguda. Ao contrário de alguns instrumentos, como o violão onde a tendência é ir aumentando o diâmetro das cordas, no Ukulele, as três primeiras cordas variam do agudo ao grave e a última como dito é fina, ocasionando num som agudo e torna-se mais uma característica única desse instrumento, contribuindo para o seu som ainda mais reconhecível.

 

Ganhando o mundo

O Ukulele, começa a ganhar fama na metade do século XX, com músicos como George Harrison, que também apreciavam seu timbre único que culminou pelo seu uso em algumas gravações.

 

Muitos outros artistas famosos usaram um exemplar desse instrumento, tornando-o cada vez mais conhecido e reconhecido.

Sua simplicidade atrai aqueles que buscam uma forma fácil de aprender a tocar algum instrumento musical, o que o torna ainda mais visto e apreciado.

No entanto não se engano, ele não é limitado apenas por ser mais fácil que alguns instrumentos.

Existem também variantes de Ukuleles, em tamanhos e afinações diferentes, você pode encontrar esses modelos pelos nomes: sopranino, soprano, concerto, tenor e o barítono, sendo este último o mais raro e o que possui uma afinação diferente do usual para os outros modelos.

Cada um desses modelos possui suas próprias características, como o volume sonoro por conta de uma caixa acústica maior ou menor e também pela tocabilidade, onde os maiores possuem também uma escala maior, facilitando o uso para algumas pessoas.

 

Ele também é um instrumento portátil e relativamente barato, o que o torna ideal para viagens ou até mesmo o uso em uma roda de amigos, mais um motivo para sua popularização!

 

Atualmente

Após uma recaída na década de 90, o Ukulele voltou a ganhar espaço seja por artistas famosos ou por mérito.

Sendo um instrumento de fácil aprendizado, timbre doce e suave, ele apresenta uma aproximação fácil para quem toca e quem ouve.

Atualmente no Brasil ele tem ganhado espaço com artistas como Tiago Iorc e Marisa Monte, além, claro, de muitos outros artistas que se apresentam na web e trazem novos conteúdos relacionados ao instrumento.

 

Sua popularização pelo mundo trouxe outras variantes, como o Banjolele, uma junção do Banjo com Ukulele, trazendo outras sonoridades para esse universo.

 

Aprendizado

O Ukulele, é realmente fácil, certamente que existem dificuldades próprias deste instrumento, mas ainda assim o nível continua convidativo para qualquer possa que queira experimentar e sentir as possibilidades desse instrumento.

Nele você pode trabalhar tanto melodias como harmonias ou se estiver num nível avançado, os dois podem se juntar.

 

Por fim

Esse é o instrumento perfeito tanto para crianças quanto para jovens e adultos que buscam uma nova experiência ou um espaço no caminho da música.

O Ukulele é extremamente convidativo, então ao ver um e se tiver a oportunidade de tocar, se deixe levar pelas suas vibrações ensolaradas de clima havaiano.

E se gostou de conhecer um pouco mais sobre esse instrumento e ainda quiser tocar em um, você pode ir até nossa loja e fazer um “test drive” nos modelos que disponibilizamos para venda.

 

Não fique com vergonha e muito menos passe vontade, então bora lá!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui