Quanto mais velho um músico melhor ele é?

362

Dias atrás falamos sobre instrumentos antigos, nos questionando e buscando informações que afirmasse com fatos essa dúvida, pois é do pensamento comum que as coisas envelhecem e perdem suas qualidades.

Então desta vez falaremos sobre aquele que está por trás do instrumento, que o conduz e dentro das possibilidades instrumentais e musicais transmite suas emoções.

O primeiro contato

O músico, nem sempre começa com essa ideia bem formada de “vou estudar e ser músico”, muitas vezes nem tem o apoio para começar, então pode ser apenas um lazer, um aprendizado a mais, mas qualquer seja a motivação inicial o importante é a continuidade.

E ter perseverança e foco nesse mundo é essencial, já que são muitos conteúdos para serem desbravados!

Aventurando-se

A música se baseia em transmitir emoções e o músico tem esse trabalho, se desenvolver para cada vez mais conseguir transmitir aquilo que sente em sons.

Uma linguagem universal onde todos podem entender a mensagem.

E para isso é preciso se permitir, pois a partir do momento em que você dá o segundo passo, é porque já está se habituando ao mundo musical e começa a querer mais, é aquele empurrão para ir além e se descobrir nesse mundo.

E quando os anos se passam?

Com o passar dos anos a experiência vai tomando forma, pois tudo na vida se molda com o tempo, amadurece e dá novos frutos para que esse ciclo se mantenha.

Quanto mais se estuda e vive, mais se busca por novas melodias, ritmos e harmonias, o mundo se expande.

Então sim, de certa forma um músico mais velho que foi atrás de seu amadurecimento pode ser melhor.

Aquele que não acredita ser bom o bastante para parar de aprender continua dia após dia respirando novas formas de fazer a música existir, pois aquilo o mantém vivo e apaixonado pela vida.

Podemos até mesmo dizer que o músico pode evoluir junto de seu instrumento.

 

Mas lembre-se o conhecimento quando não passado adiante se torna um fardo e esse peso não nos evolui, apenas nos distancia de momentos únicos que a música proporciona.

Ensinar também é evoluir e ajudar outros frutos a amadurecerem.

Conclusão

Enfim, um bom músico mesmo envelhecendo continua se aventurando e brincando com as notas.

Envelhecer não é sinônimo de ficar ruim, muito pelo contrário, é ser ainda mais livre!

Mas para chegar lá, você precisa começar agora, viva a música e se encante.

Fale com a gente e agende um horário para começar sua aventura, não precisa ter idade pra começar, um fruto pode começar a nascer mesmo depois de muitos anos e mesmo assim ser excelente basta ter perseverança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui